Com edições em São Paulo e João Pessoa, curso tântrico pretende romper com amarras que impendem vivenciar o amor pleno e livre

 

Para quem é o Maithuna Experience – Erotic Edition? A pergunta é feita por Ayama Roy, terapeuta tântrico e um dos organizadores do workshop para casais que será realizado em maio, em João Pessoa e em junho, em Piracaia – São Paulo. Com duas edições no próximo mês e datas programadas para outros estados, o curso chega para romper com as amarras e rótulos que classificam as relações e muitas vezes impendem as pessoas de vivenciar o amor pleno e livre.

De acordo com ele, o evento foi pensado para aqueles que querem fazer amor. “Mas quem são eles? Por isso, antes de identificá-los afirmo – o Maithuna Experience não é para você. Se a pessoa deseja obter ferramentas para aumentar a performance sexual, essa vivência não é para ela. Porque o sexo dará espaço para a transcendência e ela já conhece o sexo, o corpo já sabe instintivamente como fazê-lo”, explica.

Ayama destaca que se a pessoa deseja estar na Erotic Edition para melhorar o relacionamento amoroso, isso pode não funcionar, uma vez que segundo ele, a única relação que pode ser resgatada é com o eu interno, com o próprio corpo e alma. “O curso não é para convencer o companheiro (a) a abandonar o ciúme e a posse e abrir a união. Não iremos ensinar um casal ou alguém a viver relações de amor livre, poliamor ou qualquer que seja o termo escolhido. Entendo que o amor já é livre por si só”, ressalta.

O terapeuta pontua que quando se entende que não há necessidade de aprovação para amar ou ser amado, termos como “amor livre” deixam de ser usados, já que não é necessário aprisionar a parceira (o) e consequentemente ter sentimentos de posse, ciúme ou medo – frutos de insegurança e carência -, para viver uma relação amorosa na plenitude e verdadeira manifestação.

“Fidelidade não é exclusividade. Existem pessoas que amam o amor e assim amam aquele em quem ele se manifesta. Eu gostaria de ensinar a amar, mas não posso, porque cada um precisa amar a si mesmo. O Maithuna não é um grupo de terapia, ele é para quem já fez terapia e agora só quer fazer tantra, fazer amor, porque tantra é amor”, afirma.

Para Ayama é possível fazer amor de diferentes maneiras, seja com o olhar, com o toque ou entrega total. A proposta do curso é desaprender, desapegar, desidentificar-se de rótulos. “E quando não houver mais nada, nenhum preconceito, medo e insegurança, será só amor. Nada mais será preciso, nenhum conceito irá conter a experiência por ter saído do convencional. Então se esta é a busca da pessoa, queremos que ela venha para uma destas edições. Ainda não sei como será, pois o Maithuna será a manifestação de algo novo. O amor perderá as fronteiras e será fluído, como dois rios que confluem para um oceano de possibilidades”, detalha.

A também terapeuta tântrica e organizadora, Deva Geeta, acrescenta que muitas pessoas buscam o workshop com o desejo de abrir a relação e acreditam que esta será a solução para os problemas. “Não. Isso não significa a melhora da união amorosa. Tão pouco queremos defender que esse ou aquele estilo de relacionamento seja o mais favorável para o casal, não iremos focar neste propósito, mas queremos convidá-los a se permitirem viver uma experiência libertadora baseada no respeito, amor e prazer, principais benefícios desta edição. Vamos ter vivências para potencializar o movimento de energia do corpo a fim de vivenciar explosões orgásticas, ampliar a conexão com o outro e consigo mesmo, trabalhar a confiança, entrega e dedicação para promover novas sensações e explorar diferentes aspectos da relação”.

O Maithuna Experience – Erotic Edition acontecerá em João Pessoa, na Pousada Villamor de 23 a 27 de maio e em Piracaia – São Paulo, de 15 a 17 de junho, na Pousada La Figueira e. Para mais informações envie e-mail para info@maithunaexperience.com ou ligue para (11) 9.6371-1823.

Nos siga nas redes sociais

@devageeta
@ayama_roy
@maithunaexperience