Ao mesmo tempo em que o mundo começa a se desvencilhar de preconceitos para abraçar novas formas de amar e a entender que o conceito de relacionamentos vai além do modelo clássico – família nuclear, muitas mulheres e homens têm se aprofundado em técnicas que permitem romper padrões para acessar um grau energético mais intenso e ganhar autoconhecimento, além de quebrar barreiras que impedem de viver o amor pleno ou sentir prazer na totalidade durante o ato sexual.

Mas, quais seriam estes relacionamentos? Como diria a canção de Lulu Santos “Consideramos justa toda forma de amor” e independentemente do rótulo, seja ele, amor livre, poliamor, liberal, relação aberta ou monogâmica, a união entre duas pessoas tende a ter sucesso quando ela é regida por códigos. Além disso, o respeito e a ética ao próximo garantem aos casais que vivem dentro das próprias regras cada vez mais um relacionamento afetivo saudável.

 

AMOR LIVRE

Conhecido por rejeitar qualquer tipo de imposição ou rótulos sugeridos pela sociedade, este modelo de relação não aceita a idealização do casamento, posse ou controle. Nas relações de amor livre, como o próprio nome já diz, o que se prega é a libertação e rompimento das hierarquias. Assim, as pessoas que buscam o amor livre desejam a liberdade individual, sem contratos ou registros sociais.

 

POLIAMOR

As relações poliamorosas têm ganhado cada vez mais espaço dentro da sociedade. Nela a multiplicidade de sentimentos e desejos são permitidas não apenas para distintos parceiros sexuais, mas também para parceiros afetivos. No poliamor, os dois lados têm esta autonomia. Diferentemente, existe a poligamia, que apesar da semelhança do nome não deve ser confundida, já que neste formato, apenas um dos lados tem permissão para ter mais de um parceiro afetivo e sexual.

 

RELAÇÃO LIBERAL

O relacionamento liberal, diferente do que a maior parte das pessoas pensam, não significa infidelidade, mas sim, respeitar a individualidade do parceiro (a). Neste formato, os casais têm liberdade para sair separados, seja com amigos ou familiares, sem a necessidade de dar satisfações ao outro. Os casais liberais também são conhecidos por evitarem demonstrar sentimentos como ciúme e posse.

 

RELACIONAMENTO ABERTO

Nada mais atual que ser você mesmo e viver de fato do jeito que você é. Nos relacionamentos abertos, os parceiros costumam viver esta liberdade sem as amarras que os delimitam ou impedem de mostrar os próprios desejos, como a atração sexual por outros parceiros. Entretanto, estes relacionamentos, geralmente, contam com regras, que guiam o que cada um pode fazer. De qualquer forma, transparência e honestidade moldam este formato.

 

MONOGAMIA

O modelo mais comum dentro da sociedade, o relacionamento monogâmico prega a união de dois indivíduos, sem a interferência de outros parceiros, ou seja, sem a possibilidade de relações extras ou individuais. Além disso, é formalizado pela união estável ou casamento civil.

 

EROTIC EDITION

Com o objetivo de apresentar técnicas que permitam aos participantes sentir e proporcionar mais prazer, compartilhar ensinamentos tântricos e vivências pessoais, os terapeutas Deva Geeta e Ayama Roy, trazem pela primeira vez a João Pessoa e Piracaia – São Paulo, o workshop Maithuna Experience – Erotic Edition. Voltado para casais de todos os gêneros, que vivem qualquer um dos modelos de relacionamentos apontados acima, o curso vai oferecer experiências que fogem do convencional para que os participantes desaprendam o que foi apontado até agora como certo e percam medos e inseguranças para viver o amor pleno e puro.

O curso acontece em João Pessoa, na Pousada Villamor de 23 a 27 de maio e em Piracaia – São Paulo, de 15 a 17 de junho, na Pousada La Figueira. Para mais informações ligue (11) 9.6371-1823 ou envie e-mail para info@maithunaexperience.com.

 

Nos siga nas redes sociais:

@devageeta
@ayama_roy
@maithunaexperience